Acidentes com crianças: é possível evitar?

Sem tags | Escolas · Pais · Professores

Acidentes são, hoje, a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos, no Brasil. Em nosso país, há uma perda de 10 crianças por dia em razão desse motivo e, anualmente, outras 113 mil são hospitalizadas (1). Entretanto, o que poucas pessoas sabem é que cerca de 90% desses acidentes são evitáveis. Continue a ler para entender.

Acidentes com crianças: é possível evitar?

Muitas crianças morrem em função de acidentes. Para ajudar você a evitar que seus filhos façam parte dessa triste estatística, daremos uma série de orientações e recomendações quanto à segurança das crianças em ambientes de convivências. E, nada melhor que começarmos pela escola.

Acidentes com crianças: Cuidados na Escola

Na chegada na escola, é necessária atenção por parte do cuidador. Agitação com os amigos e distrações podem incorrer em acidentes nas vias de acesso.

Foi observado, em uma pesquisa, que cerca de 80% dos estudantes se comportam de forma insegura no cruzamento da rua para a escola (1). O uso de fones de ouvidos e celulares são alguns dos motivos dessas distrações.

>> Qual o tempo ideal de tela para crianças?

Entre os cuidadores também foram encontradas condutas de risco, segundo as quais 1 em cada 3 apresentaram comportamentos inseguros nos embarques e desembarques.

Acidentes com crianças: Como evitar

Afinal, o que podemos fazer para minimizar os riscos de acidentes com crianças?

  • Crianças menores de 10 anos devem atravessar a rua de mãos dadas com um responsável;
  • A escola deve providenciar sinalizações como faixas de pedestre e faixa elevada para redução de velocidade em vias de acesso (velocidade máxima de 30km/h);
  • A escola deve proporcionar espaço físico que permita o embarque e desembarque seguro;
  • Cuidadores devem evitar o manuseio de celulares e redes sociais durante o deslocamento até́ a escola;
  • Proporcionar educação em segurança no trânsito como parte da programação curricular.

Cada um tempo seu papel na melhoria da segurança das nossas crianças. A superação dessa triste realidade começa pela conduta de cada um. Por isso, não custa nada fazermos a nossa parte.



Sem comentários

Comments are closed.