Você sabe o que é a síndrome pé-mão-boca?

Sem tags | Bebês · Pais

A síndrome pé-mão-boca é pouco conhecida pela maioria dos pais. É muito importante conhecer detalhes dessa síndrome, para proteger os filhos do contágio e manter a criança sempre saudável. Confira os detalhes abaixo.

O que é Síndrome pé-mão-boca?

Começa uma febre alta, por uns três dias, e logo cessa. Logo, os pais observam aftas e uma bolinhas avermelhadas próximas à boca. Apresento-lhes a síndrome pé-mão-boca, uma doença viral muito comum em crianças, mas ainda pouco conhecida pelos pais.

Por sorte, trata-se de uma doença de resolução espontânea e que não gera maiores complicações.  É, porém, bastante contagiosa, uma vez que os vírus podem ser transmitidos por contato com secreções das vias respiratórias, secreções das lesões e pelo contato com fezes das crianças infectadas.

Quais os sintomas da Síndrome pé-mão-boca ?

Os principais sintomas são: febre alta de aproximadamente 3 dias (pode passar de 39ºC), aftas e pequenas bolhas na região da boca, mãos e pés (daí o nome), podendo ocorrer também em nádegas e genitália.

Como são sintomas relativamente comuns, podem levar os pais a confundi-los com os de outras patologias. Por isso, a importância da avaliação do pediatra.

Qual o tratamento da síndrome pé-mão-boca?

Por ser de origem viral, o tratamento é baseado em controle da dor e da febre. Quando há lesões aftosas, são comuns a salivação intensa e a falta de apetite. Por isso, seguem algumas dicas:

  • Mantenha a criança hidratada. Ofereça líquidos frios em pequenas porções;
  • Dê preferência para alimentos pastosos e evite alimentos quentes, ácidos e condimentados;
  • Durante a fase de febre alta, ofereça o medicamento prescrito pelo pediatra e evite superaquecimento com roupas e cobertas, realize um banho morno;
  • Mantenha a higienização das mãos como rotina, visto que é um meio importante de transmissão;
  • Mantenha rotina de higienização dos brinquedos das crianças, principalmente se houver convívio entre várias (escolas e berçários);
  • Existem pastas e pomadas para uso local nas aftas. Procure o pediatra para avaliação e prescrição; e
  • A criança deverá ser afastada da escola ou creche até a melhora dos sintomas.

Síndrome pé-mão-boca: Dica Importante

Porém, as dicas mais importantes são: muita paciência, carinho e amor. Nos casos dessa doença as crianças ficam muito chorosas, irritadas e só querem colo e cuidados de quem amam.

Algo justificável, em razão da febre alta e das lesões aftosas, que são muito dolorosas, impossibilitando que as crianças, muitas vezes, consigam engolir até mesmo a própria saliva.

O processo pode ser exaustivo para pais e para os próprios filhos, pois os sintomas podem durar até 7 dias.  

Existe vacina para a síndrome pé-mão-boca?

Importante destacar que a doença não confere imunização e não possui vacina. Por isso, é necessário criar rotinas de higiene das mãos e de higiene respiratória, assim como ensinar às crianças o mesmo como medida de prevenção e controle.


Sem comentários

Comments are closed.